Etnografia de rua e arte urbana em Porto Alegre (RS, Brasil)

Autores

  • Camila Braz da Silva
  • Cornelia Eckert Departamento de Antropologia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Diogo Dubiela
  • Fabrício Barreto
  • Felipe da Silva Rodrigues
  • Guillermo Gómez
  • Javier Calixto
  • José Luís Abalos Júnior Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil
  • Marielen Baldissera
  • Marina Bordin
  • Nicole Rigon
  • Roberta Simon
  • Rumi Kubo
  • Yuri Schönardie Rapkiewicz
  • Débora Wobeto
  • Leonardo Palhano
  • Luísa Dantas
  • Thayanne Tavares Freitas

DOI:

https://doi.org/10.21814/vista.3036

Palavras-chave:

etnografia de rua, cidade, arte urbana, narrativa visual, imagem

Resumo

A prática da etnografia de rua implica um processo de pesquisa de campo em contextos urbanos para a captação de imagens fotográficas, videográficas e sonoras. Estas práticas etnográficas são desenvolvidas no âmbito de oficinas de antropologia visual com duração de um semestre ou um ano. Apresentamos o resultado da Oficina desenvolvida em 2017 pelos pesquisadores do Núcleo de Antropologia Visual (NAVISUAL) do Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Esta experiência de pesquisa foi finalizada com a montagem de uma exposição fotográfica no hall da Reitoria da UFRGS de novembro 2017 a janeiro 2018 e um filme intitulado Crônica com Tridente, artista urbano de Porto Alegre.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Benjamin, W. (1989). O flâneur. In Walter Benjamin: Obras escolhidas. São Paulo: Editora Brasiliense.

Campos, R. (2010). Porque pintamos a cidade? Uma abordagem etnográfica ao graffiti urbano. Lisboa: Fim de Século.

De Certeau, M. (1996). A invenção do cotidiano. Artes de fazer. Petrópolis: Vozes.

Eckert, C. & Rocha, A. L. C. (2013). Etnografia de rua. Porto Alegre: Editora da UFRGS.

Magnani, J. G. C. (1996). Na metrópole: textos de antropologia urbana. São Paulo: EDUSP/FAPESP.

Pétonnet, C. (2008). A observação flutuante: exemplo de um cemitério parisiense. Antropolítica, n. 25, 99-111.

Silva, H. R. S. (1993). Travesti, a Invenção do Feminino. Rio de Janeiro: Relume- Dumará.

Whyte, W. F. (2005). Sociedade de esquina. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor.

Downloads

Publicado

2018-12-26

Como Citar

Braz da Silva, C. ., Eckert, C. ., Dubiela, D. ., Barreto, F. ., da Silva Rodrigues, F. ., Gómez G. ., Calixto, J., Abalos Júnior, J. L., Baldissera, M., Bordin, M., Rigon, N., Simon, R., Kubo, R., Schönardie Rapkiewicz Y., Wobeto, D. ., Palhano, L. ., Dantas, L. ., & Tavares Freitas, T. (2018). Etnografia de rua e arte urbana em Porto Alegre (RS, Brasil). Vista, (3), 217-236. https://doi.org/10.21814/vista.3036

Edição

Secção

Projetos